domingo, 18 de novembro de 2007

Arte Contemporânea

A palavra Arte vem do Latim, significa habilidade. Habilidade de transmitir uma mensagem, um sentimento, ou produzir uma peça puramente estética. Na história da arte existem muitos nomes conhecidos, como Botticelli, Leonardo da Vinci, Pablo Picasso e Claude Monet. A arte moderna, com o período cubista, impressionista, expressionista e etc. também conta com artistas famosos como Matisse,Gauguin e Pollock. Entretanto, atualmente a arte tem se perdido.

Entre instalações, multimídia, ready mades, às vezes os artistas se perdem no conceito de Marcel Duchamp de que “tudo é arte”. Infelizmente, o que talvez o Sr.Duchamp não tenha pensado, é que se tudo é arte, nada é.

Não quero desmerecer completamente a arte que predomina atualmente. Há,sim,o que valha a pena de ser visto e interpretado.Por exemplo,as fotografias de Sylvie Fleury, as figuras de Bárbara Kruger ou os “empacotamentos” de Christo.A arte também passou para o computador,representada pelo webdesign,pintura em photoshop,etc.,que eu,particularmente,considero arte(ou mais merecedor do título que certas obras).É necessária muita habilidade e visão para,por exemplo,fazer o layout de um site.

O problema é,de verdade,quando a arte passa a ser banalizada.”A Fonte”,de Marcel Duchamp é um claro exemplo disso. Qual foi a habilidade dele? De ter um conceito? Todos tem conceitos,causas que defendem.Outro exemplo é o que está numa sala na bienal.Uma sala grande,praticamente vazia,com um telão de um lado,no qual às vezes aparece um homem caindo lentamente,porém quando termina de cair deixa uma tela toda branca. Do outro lado da sala,uma televisão antiga com um vídeo qualquer passando.Qual seria o conceito disso?

“Artistas”,autores destas obras citadas acima,ficam famosos e ganham dinheiro com seus mictórios enquanto verdadeiros artistas,que realmente têm algo para mostrar desistem de sua arte por não terem reconhecimento.

Enfim,aço que todos devêssemos refletir mais sobre o que é a verdadeira arte para cada um,esta não deveria ser um conceito pré-estabelecido.Afinal,será que tudo mesmo é arte?


Instalação por Barbara Kruger


fotografia por Sylvie Fleury


Convite por Roberta Escher (photoshop)


A Fonte,por Marcel Duchamp



Por Débora Pereira

3 comentários:

Debora disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
2Ab tronic disse...

concordo contigo, principalmente quando tu diz que se TUDO é arte, NADA é arte ...e,bah,aquela tela do homem caindo além de sem noção dava medo! haha

Rombaldi

raffa_fagundes disse...

Concordo plenamente, após ir a Bienal cheguei a conclusão que minha percepção artísitca é completamente diferenciada. Há arte que não possui uma mensagem para mim, aquela sala com os projetores ligados, e completamente escura? aquilo era arte, ou queria que as crianças tivessem medo do escuro?