terça-feira, 13 de novembro de 2007

Cotas desfavoráveis

Bom, os dias vêm passando (eu tenho que postar no blog) e todo mundo já deve ter pensado um poquinho no vestibular né. Mas calma, não é sobre isso que quero falar, quero comentar, na verdade, o sistema de cotas da UFRGS, o que não deixa de estar relacionado com o nosso vestibular! Essas cotas, não são muito favoráveis para os negros, como deveria. Imagine que você esteja cursando o 3º semestre de medicina na federal e esteja à procura de um estágio. Juntamente com você, seu colega de classe que foi favorecido pelas cotas também sai à procura. Agora pensemos: quem o chefe irá escolher? O aluno qualificado, que conseguiu uma vaga na universidade após ter disputado-a com muitos outros candidatos, ou o cotista, que, para ingressar da faculdade, apenas teve que provar que merecia mais a vaga do que seus três outros concorrentes? Acho que não é uma das perguntas mais complicadas de se responder. Claro que as cotas não favorecem apenas os negros, mas eles acabam sendo os principais prejudicados. Querendo ou não, ao invés de combater o preconceito, a UFRGS acabou por estimulá-lo. Desde que entramos no colégio, tínhamos como objetivo final passar nessa universidade, pois além de mais concorrida, era muito mais valorizada. Agora, preferimos passar em universidades particulares, pois suas estruturas são mais qualificadas para o ensino. De que adianta passarmos o ano estudando que nem loucos, para chegar na hora do vestibular e ver que você tem que competir com 30 outros alunos para conseguir uma vaga, quando o cotista que está em sua sala, tem a vaga praticamente garantida. Desmotivação é pouco.
Quero deixar claro que não estou criticando o modo avaliativo da universidade, estou apenas exprimindo minha opinião sobre o assunto.

Ana Cristina Miola



2 comentários:

2Ab tronic disse...

É verdade. Em vez de aumentar as vagas para os cursos, eles diminuem e evidenciam as diferenças. Bad para nós, que estudamos demais para principalmente, passar no vestibular :/ bjs, martha

raffa_fagundes disse...

Concordo. Durante toda minha vida vim ouvindo de meus pais que o vestibular é onde eu devo decidir o que farei para o resto da minha, e junto com esta frase sempre vinha a proposta "Tu podia passsa na UFRGS né..." reconheço que eles tem um ensino notável, em termos de universidade, mas o sistema de cotas, com certeza, acaba nos desmotivando e nos fazendo crer que a universidade particular seja um caminho melhor. Porque sei que ao entrar na sala entrarei com a cabeça em toda a concorrência que terei para ser aprovada, enquanto algum colega de sala já deve estar comprando o material para iniciar as aulas. Não é uma crítica ao sitema de cotas, mas uma crítica aos critérios utilizados que devem ser revisados, pois ele acaba evidenciando mais ainda as diferenças.